blog do luiz fernando roxo.
Início » Stock Picking: Como montar a melhor carteira de investimentos

Stock Picking: Como montar a melhor carteira de investimentos

O Stock Picking é uma estratégia de seleção de ações que tem como objetivo alcançar uma lucratividade acima da média no mercado financeiro.

Tal estratégia é tão importante que a maioria dos Fundos de Investimento em ações possuem o Stock Picking como regra para a escolha da maioria de seus ativos.

Além disso, é bastante utilizada por grandes bilionários da bolsa, como Warren Buffett. 

E se você ainda não sabe o que é Stock Pick e como é possível aplicar a estratégia na sua carteira de investimentos, saiba que chegou ao lugar certo!

Neste artigo, vou te mostrar quais as vantagens que o processo oferece.

O que é Stock Picking?

Então, Stock Picking é o processo de escolha de ações com o objetivo de  encontrar ativos que tenham potencial para render acima da média de mercado.

Antes de tudo, vale destacar que a tradução do nome Stock Picking nos permite ter uma base do que se trata a estratégia, em inglês, stock é ação e pick é escolher. 

Portanto, ao escolher esta estratégia você contará com uma gestão ativa que irá alcançar uma rentabilidade superior à da bolsa como um todo.

Princípios do Stock Picking

O Stock Picking tem como objetivo, encontrar as melhores ações para se investir, levando em conta, principalmente, se ainda há potencial de valorização para o ativo.

Assim, para lucrar o investidor deve vender o ativo a um preço mais caro do que o que foi pago por ele.

Stock Picking é recomendado para qualquer pessoa?

Este tipo de investimento é recomendado para pessoas que preferem investir em papéis a longo prazo.

Também é muito importante que o investidor já tenha um certo conhecimento sobre o mercado de ações.

Por se tratar de uma estratégia mais avançada, gerando muitas vezes um ganho bem acima do da bolsa. 

Entretanto, é aconselhável que o investidor saiba como escolher as melhores ações para sua carteira de investimentos de acordo com seu planejamento, além de descobrir oportunidades e saber como analisar corretamente a empresa.

Vantagens de usar a técnica Stock Picking

Para quem tem o objetivo de deixar o dinheiro aplicado a longo prazo, o Stock Picking apresenta diversas vantagens. Veja a seguir: 

Busca de empresas com potencial de mercado

Para analisar a qualidade da companhia, torna-se necessário observar os seguintes critérios abaixo:

  1. Margem de lucro;
  2. Retorno sobre o patrimônio líquido;
  3. Nível de endividamento.

Lembre-se que uma companhia com margem de lucro positiva e um  bom retorno sobre o patrimônio líquido, possui grandes chances de estar bem posicionada no mercado.  

Para avaliar estes critérios,  calcula-se o valuation, ou seja, uma metodologia que faz com que o investidor conheça o valor de uma empresa e assim julgue o valor justo para ele investir de acordo com sua possível projeção, através de dois métodos: fluxo de caixa descontado e análise de múltiplos.

O primeiro processo projeta o fluxo de caixa e traz isso a um valor presente, aplicando uma taxa de desconto. 

Já a segunda técnica possui como base: indicadores de mercado que permitem uma comparação da companhia escolhida a outras do mesmo setor.

Análises mais utilizadas no Stock Picking

Ao contrário da gestão passiva, que persegue sempre os mesmos fluxos de mercado, acompanhando algum índice de referência, como o S&P500, a escolha de ações seguindo o Stock Picking é feita com base em uma análise de cada empresa.

Por outro lado, cabe destacar que o mercado de ações é como a vida: a previsibilidade acerca de um futuro próximo existe, mas as pedras pelo caminho também podem aparecer (mas não se preocupe!). 

Por aqui, a gente sabe que a necessidade é sobre a realização de escolhas menos arriscadas, isso é ser antifrágil nos investimentos.

Como isso deve acontecer? Em teoria, o preço do investimento reflete o valor da companhia. Se o papel está sendo negociado abaixo do valor, significa que existe potencial de valorização ou, como se diz no mercado financeiro: “upside!”.

Mas fique atento. Se a ação está acima do preço de mercado, existe potencial para desvalorização, downside, cuidado, isso pode se tornar uma cilada!

Entenda melhor:

1. Análise fundamentalista

A análise fundamentalista, trata-se de uma análise completa da empresa ou setor econômico, como as commodities ou uma moeda específica, por exemplo.

Esse estudo irá demonstrar qual o potencial de lucro futuro da empresa. Sendo que para isso, são analisados três aspectos importantes: análise macroeconômica, setorial e da empresa.

Brevemente:

  • Análise Macroeconômica 

Essa fase do estudo tem como princípio uma contextualização geral como os dados do PIB do país, inflação, câmbio, nível de renda e outros aspectos importantes.

  • Análise Setorial

Cada setor do mercado financeiro sofre uma intervenção diferente em relação ao seu segmento de mercado, certo?

Alguns setores recebem mais incentivos governamentais do que outros, alguns setores são mais ou menos impactados pelas taxas de câmbio do país.

Então, a ação objeto de estudo exige uma análise setorial detalhada.

  • Análise da Empresa 

Essa análise é realizada especificamente sobre a empresa, sobre seus aspectos financeiros.

2. Value investing

Resumidamente, essa estratégia segue o princípio de investir em ações subvalorizadas. 

O Value Investing que em português significa investir em valor. É utilizado por um dos maiores investidores americanos, o Warren Buffett.

Normalmente ocorre uma oportunidade para se utilizar de Value Investing em situações de crises.

Ocorre essa subvalorização por conta da oscilação da renda variável, por conta disso em alguns momentos a ação pode estar num valor abaixo do que elas realmente valem.

Para identificar essas oportunidades é preciso saber que é um investimento a longo prazo, analisar múltiplos como o P/L e analisar indicadores. Esse tipo de investimento precisa de uma análise detalhada. 

O que as boas empresas precisam ter para compor portfólio de investimentos?

Neste caminho, lembre-se: um quadro executivo qualificado e a entrega bons resultados reduz o risco do investimento. 

Conforme mencionamos anteriormente, o Stock Picking é uma estratégia mais adotada para o longo prazo, as oscilações normais do mercado no curto prazo também não interferem nas decisões tomadas. 

Busque ter lucro com o negócio… Sobre isso, o Stock Picking pode ajudar visto que abrange o ganho de capital: vender por um preço mais alto do que o que você pagou pelo papel.

Agora que você já sabe como funciona, pode analisar se o processo é adequado para o que você busca, afinal é preciso entender o que você quer pra sua carteira, algo mais conservador ou agressivo, só assim entenderá qual estratégia aplicar. 

Atualmente, a maioria dos fundos de ação com gestão ativa adota esse tipo de estratégia para alavancar a performance no mercado financeiro.  

Da mesma forma que é importante identificar certos tipos de indicadores, conforme os que mencionamos anteriormente, também vale mencionar que muitas informações importantes podem ser encontradas na página de relacionamento com o investidor de cada empresa. 

Estas são algumas vantagens de investir desta forma:

Altas margens de lucro

Basta seguir a fórmula:

Margem de Lucro = {[Receita líquidas – (Custos + Despesas)] / Receitas líquidas]} x 100

Neste cenário, quanto maior o indicador, a lucratividade será ainda mais eficiente. Não há números mágicos, mas sim, planejamento nas suas análises.  

Alto retorno sobre o patrimônio líquido;

Outro indicador analisado na técnica Stock Picking é o retorno sobre o patrimônio líquido, também denominado de ROE, sigla para o termo em inglês Return on Equity.

Ele pode ser obtido pela aplicação da seguinte fórmula:

ROE = (Lucro líquido do período / Patrimônio líquido) x 100

Baixo endividamento

Para finalizar a coleta de informações sobre quais as melhores formas de investimento, os indicadores de endividamento da empresa não podem ser deixados de lado.  

O primeiro é o índice de endividamento geral (EG), que mede a quantidade de ativos totais da empresa financiados por recursos de terceiros (passivos). 

H4 O índice de Endividamento Geral (EG) é obtido pela seguinte fórmula:


Índice de Endividamento Geral = (Capital de terceiros / Ativos totais) x 100

Tão importante quanto o EG é a composição do endividamento (CE). 

Para calcular esse indicador,  as mesmas informações relativas às dívidas e obrigações com terceiros são utilizadas, porém de uma forma diferente. 

Veja: 

CE = (passivo a curto prazo/passivos totais) x 100

A partir do resultado obtido, é possível saber qual o percentual das dívidas que deverão ser liquidadas.

Como escolher boas ações para investir?

– Selecione os seus objetivos de retorno e prazo

Para começar a investir a partir desta estratégia é necessário entender seus objetivos e o prazo deles. Já que o Stock Picking não vai funcionar em curto prazo.

Mas se caso você seja um investidor a longo prazo, esse investimento é interessante para você. Nesse tipo de investimento vai ser feito uma análise de ativos detalhadas.

E também tem que levar em conta suas expectativas, identificar seu comportamento sobre risco e seu conhecimento sobre o mercado de ações.

Procure ações de menor risco com valor descontado

É necessário investir buscando ações com pouco risco, para isso é preciso investir em empresas bem administradas.

Além disso, a empresa tem que apresentar bons resultados e ter uma boa perspectiva de crescimento.

Após achar uma empresa com poucos riscos, o investidor irá buscar uma ação com valor descontado.

Ou seja, um papel com valor abaixo do mercado e com uma perspectiva positiva de valorização.

Como fazer Stock Picking, afinal?

Para colocar essa estratégia em prática é preciso seguir alguns passos, o primeiro deles é acompanhar a economia com olhar analítico.

Após isso, é preciso entender realmente como funciona o mercado de ações, desde o movimento do mercado até a análise técnica dos gráficos. 

Outro ponto muito importante é entender o preço sobre o lucro (P/L), lucros antes dos juros e tributos (EBIT) e lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA).

Também é bom ficar atento às falsas ilusões do mercado, pois em alguns casos a ação está com um bom preço e vale a pena segurá-la a longo prazo.

Porém, às vezes pode ser uma cilada, pois a ação pode estar em uma queda e ainda fique mais barata.

E os dois últimos passos mais importantes são sempre diversificar sua carteira e foque no longo prazo, porque o Stock Picking é para ações de longo prazo. 

Como usar Stock picking para selecionar as ações mais baratas?

Existem algumas maneiras de selecionar as ações mais baratos, uma delas é pelo valuation, que consiste em ver o valor de mercado de uma empresa perante aos seus investidores

Para chegar nesse valor tem algumas formas, entre elas a partir do fluxo de caixa descontado, e a partir disso encontrar um papel com valor abaixo do mercado.

Outra maneira para selecionar esse tipo de ação é pela a análise analítica, desta maneira o investidor acompanha o preço dos papéis ao longo tempo.

E assim faz sua análise, levando em consideração se o valor do papel está abaixo e se tem uma boa perspectiva de lucro.

Aprenda mais sobre o Mercado Financeiro

E aí capitalista, o mercado financeiro ainda te deixa com muitas dúvidas? Eu sei que essa ainda é uma realidade para muitos investidores.

Por isso criei o Capitalista Selvagem, um curso que vai te promover a outro patamar de investidor, porque eu e minha equipe trabalhamos muito coletando as principais dúvidas da nossa comunidade para explicar cada ponto do mercado financeiro em aulas bem estruturadas.

Então, se você quer entender melhor sobre a origem do capitalismo, como aplicá-lo no seu dia a dia e claro, sobre os diferentes tipos de investimentos, de renda fixa e renda variável conheça Capitalista Selvagem.

Junte-se a mais de 15 mil alunos da nossa comunidade e não fique mais desamparado nos seus investimentos, porque aqui ninguém fica pra trás.

Conclusão: Fazer Stock Picking vale a pena?

O Stock Picking vai valer a pena dependendo do tipo de investimento que você quer fazer e o seu objetivo.

Pois esse tipo de estratégia visa o lucro a longo prazo e é recomendado para uma pessoa que tenha conhecimento sobre o mercado de ações.

Para utilizar essa estratégia é importante entender as análises fundamentalistas.

Estas análises consistem em estudar contextualização geral do país, como o PIB, fazer uma análise setorial detalhada e uma análise sobre a empresa.

Portanto, ao ler o texto você teve uma boa base sobre o Stock Picking, desde conceitos importantes a como colocar em prática com segurança, baixo custo e uma boa margem de lucro. 

O texto também explica pra você identificar seu perfil de investidor, seus objetivos com seu patrimônio e se ele se adequa ao Stock Picking. 

Outra vantagem do Stock Picking é que essa estratégia ajuda o investidor a diversificar seu portfólio. Então se você busca um lucro a longo prazo o Stock Picking será uma ótima alternativa pra você.

Leia mais: 

Conheça os REITs, o primo rico das FIIs

Como investir em ações de empresas americanas?

As 5 melhores corretoras para investir no exterior

luiz fernando roxo.

luiz fernando roxo.

adicione um comentário

siga-me

Não se acanhe! Entre em contato!