blog do luiz fernando roxo.
como investir na bolsa americana
Início » Como investir na bolsa americana do Brasil

Como investir na bolsa americana do Brasil

importancia da bolsa americana

Você já pensou em investir na bolsa americana e ter acesso direto às ações das maiores empresas do mundo (Google, Uber, Facebook, Tesla, Apple, etc) sem precisar sair do país?

Se você é investidor e quer se manter longe de riscos e possíveis perdas, uma boa solução para proteger seu capital e fortalecer seus investimentos é diversificar suas aplicações.

E investir na bolsa americana é uma ótima maneira de fazer isso: diversificar os investimentos, proteger a carteira e ter a possibilidade de ganhar investindo em dólar. 

Afinal, pode ser que demore mais para alcançar seus objetivos financeiros investindo somente no mercado nacional. :o(

Outra grande vantagem é que a gama de oportunidades de negociação que existem na Bolsa Americana é enorme.

Apenas na NASDAQ (National Association of Securities Dealers Automated Quotations), uma das bolsas de valores de Nova Iorque, nos Estados Unidos, são quase 3 mil empresas listadas. 

Para efeito comparativo, na B3, antiga Bovespa, e única bolsa de valores em operação no Brasil, são cerca de 300 empresas. 

Além disso, ao investir na bolsa americana, é possível trabalhar com estratégias que não podem ser aplicadas no mercado brasileiro.

É o que eu chamo de Disneylândia do mercado financeiro.

Investir na Bolsa Americana é um mercado ainda pouco explorado pelos brasileiros e isso acontece por pura falta de informação e a crença de que esse é um mercado muito difícil, tornando o investimento inviável. 

Neste artigo vamos te ensinar como é possível investir na bolsa americana do Brasil mesmo e esclarecer alguns mitos sobre operações internacionais. 

O que é e qual a importância da Bolsa Americana?

como investir na bolsa americana do Brasil

Nos Estados Unidos, diferentemente do Brasil, não existe somente uma bolsa de valores, mas várias! Sendo as duas maiores do mundo sediadas lá: a NYSE e a Nasdaq.

Além disso, as bolsas americanas somam uma capitalização de mais de 35 trilhões de dólares e reúnem as maiores empresas do mundo, como Facebook, Netflix, Zoom, Uber, Google e Apple, por exemplo.

Até a corretora brasileira XP tem capital aberto na Nasdaq. 

Para se ter uma ideia da importância desse mercado, as quantias negociadas em todas as outras bolsas no mundo somadas chega a 55 trilhões de dólares!

Enquanto isso a B3 tem uma capitalização bem menor, de pouco mais de 830 bilhões de dólares.

Ou seja, como gosto de comparar, o mercado brasileiro seria como o PlayCenter e o norte-americano seria uma Disneylândia para o investidor! 

Vantagens de investir na Bolsa Americana

Os investidores enxergam que vale a pena investir na bolsa americana devido ao elevado número de oportunidade que essa diversificação representa.

O mercado norte-americano oferece maior liquidez e pode ser acessível mesmo com um capital menor, graças à possibilidade de comprar pequenas frações de ações. 

Dessa forma, você não precisa desembolsar USD 250,00 para comprar uma ação do Facebook. 

O investidor também terá uma gama de alternativas de investimentos muito maior, com ETFs variados e milhares de empresas gigantes, com as quais o investidor pode se tornar sócio facilmente sem precisar desembolsar muito.

Você já se imaginou tendo ações da Coca-Cola, Amazon ou Disney? 

Não só isso, mas ao investir na bolsa americana você passa a ter acesso às maiores empresas de tecnologia do mundo, setor que geralmente apresenta um maior potencial de crescimento.

E a bolsa brasileira tem poucas opções de empresas com este perfil. 

Como investir na Bolsa Americana do Brasil?

O primeiro passo para investir na bolsa americana é a abertura de conta em uma corretora americana.

Para isso, você deve procurar instituições que permitam a entrada de investidores estrangeiros, pois nem todas as corretoras aceitam cadastro de pessoas de fora dos Estados Unidos.

Também é importante verificar se a corretora escolhida está registrada no Financial Industry Regulatory Authority (FINRA), órgão responsável pela regulamentação das corretoras nos Estados Unidos.

Outro ponto para ter bastante atenção na escolha da sua corretora é saber que existem dois tipos nos EUA: as corretoras diretas e as intermediárias. 

As corretoras diretas tratam de todos os trâmites diretamente com os clientes. Já as corretoras intermediárias fazem uma “ponte” entre investidor e uma outra corretora maior. 

Se precisar escolher, opte por uma corretora direta, pois costumam ser mais seguras e ter os preços mais acessíveis. 

Em seguida, será necessário o preenchimento de um formulário chamado W-8BEN. A finalidade deste formulário é certificar traders estrangeiros e informar às autoridades que pagam impostos em seu país de origem.

Por esse motivo, você não precisará pagar imposto nos EUA.

Após essas etapas, você poderá investir na sua corretora de maneira bem semelhante à bolsa do Brasil. Você fará uma transferência para a corretora e começará a operar através do home broker.

E como qualquer outro investimento, fique de olho nas taxas que possivelmente serão cobradas em suas transações, já que elas têm impacto direto nos seus investimentos.

Vantagens de investir na bolsa americana

Existe uma verdadeira lista de motivos que aguçam o interesse dos traders em fazer aplicações fora do Brasil. Separei aqui algumas delas:

Alta liquidez

As bolsas americanas são as maiores do mundo, tanto em volume de negociações, quanto em porte das empresas que estão nesse mercado. Em primeiro lugar está a New York Stock Exchange (NYSE), seguida pela NASDAQ. 

Imagine quantas movimentações acontecem todos os dias somando as duas bolsas? 

Insira no mesmo cálculo companhias mundialmente conhecidas de diversas áreas de atuação como Microsoft, Walmart, Tesla, entre outras. 

O resultado disso não poderia ser outro: alta liquidez. Quer fatos? Somente as transações de ações da Apple na bolsa americana correspondem a todo o volume de movimentação diário de todas ações da Bovespa juntas.

No Brasil, constam 353 empresas abertas, já no mercado americano esse número passa de 4 mil. Os Estados Unidos representam 35,11% do mercado de ações  mundial, enquanto o Brasil responde por apenas 2,31%.

Mercado de opções diversificado

Vale lembrar que as opções são uma forma bem avançada de investimento e que exigem maior conhecimento para investimentos bem sucedidos. 

Com a gama de opções diversificadas na bolsa americana, é possível que o trader faça análises mais lucrativas. Os ganhos são bem altos e você consegue aplicar as estratégias aprendidas aqui no Brasil também no mercado norte-americano.

Você pode, inclusive, usar a Estratégia do Pozinho na bolsa americana.

Se você tem vontade de conhecer o mercado de opções para diversificar sua carteira e proteger seus investimentos, fizemos um artigo ensinando como investir em opções passo a passo.

Menores custos e taxas

Diferente do Brasil, o mercado americano possui mais de uma bolsa, o que acaba causando certa competitividade e reduzindo os valores cobrados, sendo um atrativo para os traders. 

Dessa forma, os custos sobre as negociações repassados à bolsa são bem menores. 

Fundos de Investimentos (ETFs) mais interessantes

Os fundos de investimentos ou Exchange Traded Fund (ETF) ainda não alcançaram no Brasil a mesma popularidade que conquistaram nos Estados Unidos. Ao começar a investir na bolsa americana, verá que o mercado de ETFs funciona quase como uma outra Bolsa de Valores.

Com a vantagem de poder investir em dólares

Além disso, também é possível negociar fundos de renda fixa, índices de ações, commodities, volatilidade e muito mais. Os ETFs podem ser uma boa estratégia para quem está começando a investir na bolsa americana e ainda não tem muito capital para movimentar.

Negociações 24 horas e plataforma em português

No Brasil o pregão de ações atualmente funciona das 10h às 17h, já os contratos futuros negociam das 9h às 18h. Na bolsa americana, as ações e opções podem ser negociadas 24 horas por dia, 6 dias por semana.

No entanto, a liquidez dos ativos permanece inalterada quando o pregão estiver fechado. 

Outra vantagem é que o home broker é em português, ou seja, o inglês não será um fator impeditivo caso o idioma não seja o seu forte.

Fracionário do fracionário

No Brasil as ações geralmente são negociadas em lotes de 100. O trader pode entrar no mercado comprando um lote fracionado, contendo, por exemplo, 57 ações, mas a liquidez será bem menor.

Quando você decide investir na bolsa americana, verá que além do mercado fracionário, poderá comprar uma fração de ação. Isso significa que, se um papel custa US$ 100 e ele tem US$ 570, você pode comprar 5,7 ações. 

E, com isso, você consegue investir em ações de empresas muito grandes, sem precisar comprar um lote inteiro. 

Com isso, a barreira de entrada se torna ainda menor que no Brasil, mostrando que é possível investir na bolsa americana mesmo com pouco dinheiro.

Corretoras americanas para investidores no Brasil

corretoras americas ara investir do Brasil

Se você quer entrar nessa jornada e ampliar seus investimentos para o mercado dos Estados Unidos, é importante que tenha uma boa corretora e você deve pesquisar bem! 

Mas fique tranquilo que na maioria dos casos abrir uma conta em uma corretora americana é mais fácil do que você imagina!

Veja abaixo algumas alternativas, inclusive com taxas de corretagem zero:

Corretora Avenue

A Avenue é uma corretoras brasileira  que opera na bolsa americana e busca democratizar o acesso ao mercado internacional aqui no país, inclusive seu site e o atendimento são totalmente em português!

A corretora oferece um plano gratuito de corretagem para até 10 ordens no mês e suporte para imposto de renda.

Para abrir conta na Avenue, acesse o site da corretora e clique em “Abra sua conta”.

O site perguntará em qual país você reside, mas o Brasil já está pré-selecionado, então é só prosseguir e preencher todos os seus dados conforme forem solicitados.

O melhor é que para enviar dinheiro, basta fazer uma transferência direto do seu banco do Brasil para a própria Avenue. Mais simples, impossível.

Taxas de corretagem na Avenue

A Avenue possui dois planos para corretagem:

Plano ZERO: Até 10 corretagens mensais grátis.

Após a utilização dessas corretagens serão cobradas taxas seguindo a tabela de preço padrão do plano Premium.

Plano PREMIUM de operações:

até US$ 100,00: US$ 1,00 por ordem

entre US$ 101,01 – US$ 1.000,00: US$ 1,50 por ordem

acima de US$ 2.000,00: US$ 8,60 por ordem

entre US$ 1.000,01 – US$ 2.000,00: US$ 4,30 por ordem

Corretora TD Ameritrade

A TD Ameritrade foi fundada em 1975 e em 2019 se fundiu com Charles Schwab, o que deve reduzir ainda mais alguns custos operacionais nos próximos anos.

Não há valor mínimo para abrir uma conta e a corretora também oferece corretagem gratuita para negociar ações e ETFs e uma taxa barata para opções, porém seu site e suporte são em inglês e o processo de abertura da conta é mais complexo.

Para se cadastrar abra o site da corretora e clique em “Open New Account”, selecione “Individual brokerage” e clique em “Open an individual account“. Em seguida, preencha todos os seus dados e na última tela será exibida a sua conta e os documentos que você precisa assinar e enviar para a corretora.

A TD Ameritrade pede para enviar por Fax, porém você pode enviar de maneira mais fácil através do link abaixo:

https://moveit.tdameritrade.com/

No link acima envie os documentos endereçando-os para o international@tdameritrade.com

Após o processe a corretora enviará seu ID e a senha via carta em até 4 semanas.

Taxas de corretagem na TD Ameritrade

Não há corretagem para ações e ETFs e há uma taxa de U$S 0,65 por contrato na negociação de opções.

Corretora Interactive Brokers

A Interactive Brokers é uma das maiores corretoras dos Estados Unidos em volume de negociações e também uma das mais famosas, já que ela permite que o investidor tenha acesso ao mercado americano e ao de mais 32 outros países!

Para abrir sua conta basta abrir o site da Interactive Brokers e clicar em “Open Account”, depois em “Start Application” e então criar seu login preenchendo todos os dados solicitados. 

Taxas de corretagem na Interactive Brokers

Nessa corretora as taxas são um pouco mais complexas. O valor mínimo de corretagem para ações e ETFs é de U$S1 e o máximo é de 1% sobre o valor da transação, sendo que entre o mínimo e o máximo é cobrado U$D 0.005 por ação.

Exemplos:

Na compra de 100 ações de U$D 25 = U$D 1,00 de taxa (o valor mínimo é aplicado nesse caso pois U$D 0.005 x 100 daria um valor menor que  U$D 1,00).

De 1.000 ações de U$D 25 = UU$D 5,00 de taxa (U$D 0.005 x 1000 ações).

Na compra de 1.000 ações de U$D 0.25 = U$D 2,50 de taxa (percentual máximo, pois nesse caso o valor de U$D 0.005 x 1000 seria superior a 1% do valor do trade).

Corretora Passfolio

A Passfolio é um app para investir na bolsa americana que permite a investidores de mais de 170 países, incluindo o Brasil, expandirem as fronteiras de suas carteiras de investimentos. 

As negociações podem ser feitas apenas através do aplicativo da corretora no smartphone, o que não é um grande problema para a maioria dos investidores, mas pode ser um ponto fraco para outros.

Assim como a Avenue, a Passfolio possui site e atendimento em português, além de suporte para IR.

Para se cadastrar basta abrir o site deles e clicar em “Investir agora” na parte inferior direita ou em “Comece agora” e depois preencher suas informações básicas, o processo é bem rápido.

Taxas de corretagem na Passfolio

A corretora não cobra taxas para ações e ETFs, nem para abertura da conta.

Vale a pena investir na bolsa americana? 

vale a pena investir na bolsa americana

Já vou adiantando que vale a pena investir na bolsa americana sim!

Imagine que o mercado brasileiro seria como um pequeno mercado local, enquanto o mercado americano seria um enorme shopping center com vários andares e inúmeras lojas dos mais diversos tipos! 

Além disso, você estará exposto à moeda mais forte do mundo, o dólar!

Numa crise, mesmo com o preço das ações caindo, com a valorização da moeda americana você pode diminuir suas perdas em real e também se beneficiar no longo prazo!

Se seu patrimônio não está minimamente dolarizado, você provavelmente está ficando mais pobre em dólares, mesmo com os mercados em alta e, fora isso, é muito importante que diversifique entre países diferentes para se proteger de eventos locais como a recessão no Brasil em 2014.

Riscos de investir na bolsa americana

Investir na bolsa americana pode ser mais vantajoso do que investir no mercado nacional, mas assim como qualquer outro investimento, existem riscos. 

Ao comprar ações, o investidor estará adquirindo cotas de determinadas empresas. E assim como qualquer outra empresa, as de capital aberto também correm risco de desvalorização. 

Mudanças na regulamentação do setor, forte concorrência ou alguma estratégia mal vista pelo mercado. Tudo isso pode afetar a liquidez das ações que você comprar.

Outros riscos para os quais você deve ficar de olho ao investir na bolsa americana são os seguintes: a escolha de boas empresas com cuidado redobrado e o risco de câmbio.

A oscilação da moeda também faz parte desse mercado, ou seja, cuidado redobrado na hora de investir.

Por que se prender à bolsa americana? Conheça as maiores bolsas de valores do mundo

Além da NYSE e da NASDAQ, existem outros grandes mercados no mundo, a bolsa brasileira, por exemplo, se encontra na décima nona posição, tendo muitas alternativas para investir com uma gama muito maior de possibilidades.

Tokyo Stock Exchange

A Bolsa de Tokyo é a quarta maior bolsa do mundo, com uma capitalização de mercado de aproximadamente 5,6 trilhões de dólares e um volume de cerca de 481 bilhões de dólares em negociações. 

Euronext

A Euronext é a maior bolsa de valores da Europa, tendo uma capitalização de mercado de 4,41 trilhões de dólares e 174 bilhões de volume mensal negociado.

 Essa é uma bolsa de múltiplos países, tendo sede em Amsterdam, porém com negociação de ações também em Bruxelas, Paris, Lisboa e Dublin.

Em 2007 a Euronext se fundiu com a NYSE, sendo subsequentemente comprada em 2012 pela Intercontinental Exchange (ICE), uma bolsa de commodities de energia que até hoje é a dona da NYSE. 

Em 2014 foi feito um IPO da Euronext, que foi apoiado por um consórcio de bancos europeus, separando-a da estrutura da ICE.

London Stock Exchange

A Bolsa de Valores de Londres é a principal da Inglaterra e do Reino Unido. Fundada oficialmente em 1801 e com muita história pra contar.

Certamente uma das maiores bolsas de valores do mundo e na qual é necessário muita atenção para compreender o sobe de desce global de preços.

Toronto Stock Exchange

A maior bolsa de valores do Canadá e uma das principais bolsas de valores do mundo. No continente americano, é a 3ª maior. Anualmente, a movimentação é de mais de 2 trilhões de dólares.

Shangai Stock Exchange

A SSE é uma das mais recentes entre as principais bolsas de valores do mundo. Foi fundada em 1990 e é governada de forma direta pela China Securities Regulatory Commission (CSRC). 

Com o impressionante crescimento do mercado Chinês, a SSE teve um rápido crescimento até se tornar hoje em dia a 3ª maior bolsa do mundo, ficando atrás apenas das norte-americanas.

A bosa de Shangai já tem uma capitalização de mais de 6 trilhões de dólares.

Frankfurt Stock Exchange

Inegavelmente essa bolsa situada na Alemanha possui uma eficiência muito alta e consegue bons resultados. Pois, a capitalização da mesma chegou aos US$ 17 trilhões em 2015.

Hong Kong Stock Exchange

O mercado de ações foi oficialmente apresentado a Hong Kong no final do século 19, em 1891.

Na época, Hong Kong ainda estava sob controle da Inglaterra (a cidade só foi devolvida à China em 1997), porém é hoje a sexta maior do mundo concentrando mais de 5,21 trilhões de dólares.

Bombay Stock Exchange

A Bolsa de Mumbai é a maior bolsa da Índia, com uma capitalização de mercado de 2 trilhões de dólares e um volume negociado de 210 bilhões. 

Conclusão: Investir na bolsa americana não é só para milionários!

Ela é a bolsa mais antiga da Ásia, surgiu antes inclusive das bolsas japonesas e chinesas.

De lá pra cá ela cresceu bastante, acompanhando o crescimento da economia indiana e a de outros países emergentes.

Muitos brasileiros que já possuem um bom patrimônio acabam perdendo a oportunidade de multiplicar esse dinheiro e obter boa rentabilidade por desconhecerem as possibilidades que o mercado financeiro oferece. 

O mito de que investir em ações no mercado internacional é coisa para gente rica é uma das lendas que impede muita gente de garantir maior liquidez em suas aplicações.

Como você viu neste artigo, investir na bolsa americana é algo possível e acessível, como qualquer outro investimento.

Existem sim pontos que precisam ser considerados, o que não vale é ficar na desinformação e deixar que boas oportunidades de investimento passem e nunca mais voltem.

Quer saber como montar um carteira de investimento e aumentar o seu patrimônio? Conheça o curso Capitalista Selvagem e fique atento à próxima turma.

Leia mais:
Como investir em dólar em 2020
ETFs: o que são e como começar a investir

luiz fernando roxo.

luiz fernando roxo.

9 comentários

siga-me

Não se acanhe! Entre em contato!