blog do luiz fernando roxo.
Início » Bandas de Bollinger: O que é, Estratégias e Como Usar

Bandas de Bollinger: O que é, Estratégias e Como Usar

Você já pensou em investir, ou investe, porém não possui segurança para correr riscos mais arrojados, pois não considera o mercado de ações previsível o bastante para conseguir comprar e vender no momento certo? 

Permita-me apresentar para você um indicador muito utilizado por analistas de mercado o qual é capaz de prever com certa segurança as movimentações do mercado financeiro: As Bandas de Bollinger.

O que são as Bandas de Bollinger 

O que sao as Bandas de Bollinger

As Bandas de Bollinger são indicadores utilizados em análises técnicas do mercado para determinar as probabilidades de desvalorização ou valorização de ações.

Estes indicadores foram criados por John Bollinger no final dos anos 80, como uma forma de analisar o mercado de forma mais mais técnica. Baseado nas linhas de preço inferior e superior que eram utilizadas antes, porém mostravam-se limitadas e voláteis.

Esses indicadores iniciais eram conhecidos como indicadores de envelope, e apesar de serem muito utilizados anteriormente, possuíam uma grande limitação, na qual caso a variação dos preços fosse muito altas ou baixas em certos períodos. O indicador não apontaria essa mudança devidamente. 

Quando John percebeu isso, ele teve a ideia de começar a usar o desvio padrão dos últimos períodos para calcular as distâncias das linhas superior e inferior indicadoras dos preços, criando esse novo indicador e registrando-o com seu nome em 2011.

Diferente dos índices de envelope, as Bandas de Bollinger adaptam-se aos preços de forma automática dependendo da volatilidade dos preços, estreitando-se ou alargando-se de acordo com o período.

Estes padrões são estratégicos no momento de verificar os diferentes cenários que uma certa ação ou até mesmo um tipo inteiro de mercado podem apresentar. 

Ter esse melhor entendimento de como o mercado poderá se comportar pode ser crucial na hora de ajudar o trader a realizar seus investimentos, especialmente a curto prazo. 

Esta estratégia é considerada particularmente eficaz quando se trata do mercado de cripto ativos.

Quais as vantagens da banda de bollinger?

Uma das principais vantagens de se investir usando como indicador as bandas de bollinger é conseguir prever algumas movimentações do mercado financeiro.

Veja melhor como isso funciona:

Forma segura de determinar as movimentações futuras

O objetivo principal das Bandas de Bollinger é realizar uma previsão de como um determinado ativo vai se comportar ao longo do tempo. 

Para fazer essa previsão, é necessário determinar o preço médio, o máximo e o mínimo em um período de tempo. 

Desta forma, essas linhas no gráfico criarão uma área, na qual é possível determinar se o preço irá valorizar ou desvalorizar em seguida, baseando-se no histórico deste ativo em um determinado período.

Essas bandas, apesar de terem sua função consolidada como métricas úteis, devem ser utilizadas junto a outras métricas para determinar o melhor momento de iniciar ou liquidar um investimento. 

Além de não serem indicadas para investidores sem experiência, uma vez que é necessário um bom treinamento para dominar esta métrica.

Para investidores experientes, estes indicadores podem ajudar a prever níveis de preço, além de antecipar os vales e picos de valorização de um determinado ativo. 

Esta certeza se baseia na teoria de que os preços das ações tendem a variar dentro de um padrão específico. 

Mas, de qualquer forma, eu sempre digo uma coisa: o mercado é imprevisível, ou seja, nem sempre as previsões estão certas. 

Até porque, isso é um dos indicadores para se fazer uma projeção futura, afinal existem diversos indicadores que eu mesmo uso para estudar as movimentações do mercado. 

A fórmula das Bandas de Bollinger

Podemos decompor as Bandas de Bollinger em três elementos: A Média Móvel, a Banda Superior e a Banda Inferior. 

A superior e inferior são calculadas utilizando os desvios padrões dos últimos 20 dias, enquanto a média móvel fica entre as duas neste mesmo período.

As bandas superiores e inferiores são calculadas da seguinte forma:

Média móvel + 2x Desvio Padrão = Banda Superior

Média móvel – 2x Desvio Padrão = Banda Inferior

Lembre-se que essa forma se aplica no período de 20 dias, uma referência determinada por John Bollinger, porém você pode adequar esse cálculo para períodos de tempo maiores ou menores, conforme o necessário.

O próprio senhor Bollinger oferece algumas sugestões de alteração para seus cálculos, dependendo dos prazos que você precisa adequar para sua análise.

Para longos prazos, utilize 2.1 no lugar de 2 desvios padrões, com 50 períodos de tempo.

Para curtos prazos, utilize 1.9  no lugar de 2 desvios padrões, com 10 períodos de tempo.

Como utilizar as Bandas de Bollinger na prática?

Agora que você já possui uma noção de como funcionam e de como calcular os valores, é hora de nos aprofundarmos nas funções práticas das Bandas de Bollinger:

Estreitamento de bandas

Às vezes as Bandas de Bollinger podem se estreitar, devido ao desvio padrão ser bem pequeno e acabamos chegando a duas linhas bem próximas. Isso indica uma volatilidade mais controlada do ativo analisado. 

De acordo com economistas, esse estreitamento indica a chegada de uma forte tendência, que pode ser de alta ou de queda. 

Para determinar em que direção a tendência levará o ativo, será necessário utilizar-se de outras ferramentas de mensuração do mercado.

Padrões em baixa (W) ou alta (M)

Os padrões W ou M foram identificados pelo analista Arthur Merril, que identificou diversos padrões nas Bandas de Bollinger, possibilitando seu reconhecimento e previsão.

Os padrões de baixa em W se formam quando há uma tendência de baixa, com reações ocorrendo logo em seguida. 

Os passos para identificar um fundo em W utilizando as Bandas de Bollinger são os seguintes:

  • Forma-se uma baixa onde o valor mínimo geral fica abaixo da banda inferior
  • Segue-se uma alta em direção à média móvel
  • Uma nova baixa ocorre, com o valor mínimo acima da banda inferior
  • Finalmente, o padrão é finalizado com uma grande alta após a segunda baixa.

Esses sinais em W significam que ocorrerá uma tendência de alta em breve. Utilizando-se de outros indicadores, o investidor deve confirmar a real possibilidade desta tendência decolar, e assim determinar o momento correto de entrar nela.

O sinal de alta em M funciona exatamente da mesma forma, porém espelhado para cima.

  • Forma-se uma alta onde o valor máximo geral fica acima da banda superior
  • Segue-se uma baixa em direção à média móvel
  • Ocorre uma nova alta, onde o valor máximo fica abaixo da banda superior
  • O padrão é finalizado com uma queda após esta segunda alta.

O sinal em M inicia uma tendência de baixa, que, caso confirmada com outros indicadores da bolsa, pode significar que pode ser um bom momento para vender.

Vale lembrar que os preços das ações têm movimento constante, e por isso não é bom prender-se apenas as Bandas de Bollinger como único indicador para compra e venda. 

Podemos no entanto dizer com bastante precisão que se um movimento cruzar a banda superior ou inferior, ele indica bastante muita força, tanto de alta quanto de baixa. 

É possível que um valor passe um bom tempo sobre uma das bandas entre períodos de grandes altas ou baixas.

Regras das Bandas de Bollinger

Além de criar esse indicador, John Bollinger, junto com outros economistas, observou certas questões que logo depois decidiu transformar em regras. Essas 22 regras estão disponíveis em seu site para consulta, e são elas:

1. Alto e baixo 

As Bandas de Bollinger providenciam uma definição relativa de alto e baixo. Por definição, o preço é alto na banda superior e baixo na banda inferior.

​2. Comparação de movimentos

Esta definição relativa pode ser utilizada para comparar o movimento dos ativos e o movimento dos indicadores para se chegar à decisões rigorosas de compra e venda.​

3. Indicadores apropriados 

Indicadores apropriados podem ser derivados de momento, volume, sentimento, interesse aberto, dados de mercado, etc.  

4. Outros indicadores

Se mais de um indicador for utilizado, os indicadores não podem ser diretamente relacionados. Por exemplo um indicador de momento pode complementar um de volume, mas não outro de momento.  ​

5. Padrões puros de preço 

As bandas de Bollinger podem ser utilizadas no reconhecimento de padrões para definir/esclarecer padrões puros de preço, como topos “M” e vales “W”, mudanças de momento, etc.

6. Cruzamentos 

Cruzamentos com as bandas são apenas cruzamentos, e não sinais de negociação por si só. Um cruzamento com a banda superior não é um sinal de venda, e um cruzamento inferior não é um sinal de compra.

7. Funcionamento das tendências de mercado 

Durante tendências de mercado, o preço pode e vai caminhar pelas bandas superior e inferior.

8. Fechamentos 

Fechamentos fora das Bandas de Bollinger são inicialmente sinais de continuação, não sinais de reversão.

9. Padrões 

Os parâmetros padrões de 20 períodos de tempo para o cálculo da média móvel e do desvio padrão, além dos desvios das bandas são apenas isso, padrões. Os parâmetros necessários para algum outro mercado podem ser diferentes deste.

10. Cálculo de média

A média utilizada como a Banda de Bollinger central não deve ser utilizada como indicadora de tendências, mas apenas como uma confirmação intermediária de tendência. ​

11. Contenção de preços 

Para manter a contenção de preços consistente, caso a média seja aumentada o número de desvio também deve ser aumentado. 

De 2 em 20 períodos, para 2.1 em 50 períodos. Da mesma forma, caso a média seja diminuída, o desvio também deve ser, de 2 em 20 períodos para 1.9 em 10 períodos.

12. Média móvel simples 

Bandas de Bollinger tradicionais são baseadas em uma média móvel simples. 

Isso ocorre pois uma média simples é utilizada no cálculo do desvio padrão, e desejamos manter consistência lógica.

​13. Bandas de Bollinger Exponenciais

Bandas de Bollinger Exponenciais eliminam as mudanças súbitas na largura das bandas causadas por grandes mudanças de preço. Médias exponenciais devem ser utilizadas tanto na banda central quanto no cálculo do desvio padrão.

14. Não faça afirmações estatísticas baseadas no cálculo do desvio padrão durante a construção das bandas

A distribuição de preços seguros é anormal e a amostra típica na maior parte das utilizações das Bandas de Bollinger é muito pequena para ter qualquer significância estatística.

15. Stochastics – Estocástico

%b nos diz onde estamos em relação às Bandas de Bollinger. A posição dentro das bandas é calculada utilizando uma adaptação da fórmula para estocástico O Estocástico é um indicador que usa níveis de suporte e resistência. Em outras palavras, com ele é possível comparar o preço atual do papel em relação a faixa de preço durante um período de tempo. 

16. Importância de %b

%b tem muitos usos; entre os mais importantes está a identificação de divergências, reconhecimento de padrões e a codificação de sistemas de transações utilizando as Bandas de Bollinger.

17. Indicadores podem ser normalizados com %b, eliminando limiares fixos no processo

Para fazer isso, trace uma Banda de Bollinger de 50 períodos ou mais longo, e depois calcule o %b do indicador.

18.  A Largura da Banda nos diz o quão largas as Bandas de Bollinger são

A largura padrão é normalizada usando a banda do meio. Usando parâmetros padrões, a Largura da Banda é quatro vezes o coeficiente de variação.

19. Funções da largura da banda

A Largura da banda tem diversos usos. O mais popular é para identificar “O aperto”, mas também é importante ao identificar mudanças de tendências.

20. Onde usar as bandas de Bollinger

As Bandas de Bollinger podem ser utilizadas na maioria de opções financeiras, incluindo equities, commodities, opções, opções futuras, etc. 

21. Tempo 

As Bandas de Bollinger podem ser utilizadas em qualquer espaço de tempo, 5 minutos, horas, dias, semanas, meses, etc. 

A chave para este processo é que esse espaço de tempo possua atividades suficientes dentro dele para oferecer uma ideia robusta de como as dinâmicas de precificação funcionam.

22.  Objetivo

As Bandas de Bollinger não dão avisos contínuos, na verdade ajudam você a identificar quando as oportunidades do mercado estarão mais à seu favor. 

Principais estratégias usando as Bandas de Bollinger

Uma das principais estratégias é a de utilizar as bandas como alvos de preços, utilizando-as como uma linha a ser seguida. 

Quando um movimento se inicia em cima de uma banda, ele tende a realizar todo o caminho até encostar na outra linha, o que indica, com alguma precisão, onde o preço se encontrará em após um certo período de tempo. 

Além disso, a quebra das bandas superior ou inferior também sinalizam mudanças de tendência, como já dito antes.

Preço acima ou abaixo das bandas

Esta estratégia é indicada para aproveitar as reversões de tendência (isto é, quando a tendência do papel inverte, se estava em um momento de alta ele passa a ficar em baixa)  ao realizar as negociações. 

Quando o valor da ação encontra-se abaixo da banda inferior, o investidor acredita que em breve uma reversão do mercado ocorrerá, adquirindo assim as ações a um preço mais baixo para revendê-las após a alta. 

Após determinar que o período de saturação máxima desse mercado chegou, esse investidor vende essa ação.

No geral, compre a ação abaixo da banda inferior, e venda quando acima da banda superior.

Cruzamento dos preços com as bandas

Já nesta estratégia, você precisa utilizar o cruzamento das bandas como critérios de entrada e saída. Você realiza uma compra quando a linha cruzar a banca inferior de baixo para cima, e vende quando o preço cruza a banda superior de cima para baixo.

Diferente da estratégia anterior, você realiza as transações apenas no momento do cruzamento, enquanto no anterior você realiza as transações a qualquer momento que preferir, desde que o preço encontre-se fora das bandas.

Como usar as Bandas de Bollinger na compra e venda de Opções

Saber interpretar de forma correta e aproveitar os sinais mostrados pelas bandas são qualidades essenciais para o trader que deseja aproveitar ao máximo estes indicadores. 

Os sinais apontados são: 

Fortes Movimentos

Quando as bandas se estreitam bastante, significa que o equilíbrio entre oferta e procura foi alcançado, e que logo após esse momento, há grandes chances de se formar um movimento forte, de alta ou baixa. 

Este indicador é conhecido como antecipador de tendências justamente por isso.

Tendências

Quando o preço da opção encontra-se fora das bandas, seja para cima ou para baixo, isso pode ser interpretado como uma tendência de continuação do movimento. 

Uma vez que as Bandas de Bollinger representam força, é correto supor que passar dos delimitadores superior ou inferior determinam tendências de força ou fraqueza respectivamente.

Livros sobre as Bandas de Bollinger

Qual a melhor forma de aprender sobre as Bandas de Bollinger, senão através de seu próprio criador? 

Bollinger on Bollinger Bands é um livro escrito pelo próprio senhor Bollinger onde ele explica todos os segredos de suas análises de mercado, dando dicas úteis para traders que desejam entender a fundo como seus cálculos funcionam. 

Além deste, Bollinger também publicou o livro Rational Market Analysis, onde ele prossegue utilizando sua forma racional e analítica mostrando que o mercado nada mais é do que uma complexa equação que com os cálculos corretos pode ser facilmente resolvida.

Aprenda mais sobre o Mercado Financeiro

É natural que ao iniciar os estudos sobre qualquer assunto você se sinta perdido, mas o que ensino aqui na comunidade é que você pode e deve contar com outras pessoas que já aprenderam para te ajudar.

Por isso, o nosso lema por aqui é “ninguém fica pra trás” e todos nós levamos muito a sério.

Se você quer se juntar a uma comunidade de mais de 15 mil pessoas, que estudam sobre o mercado financeiro e diversas estratégias desde as mais simples e básicas até as mais avançadas e sofisticadas você chegou ao lugar certo.

Para iniciar seus estudos aprendendo sobre o mercado financeiro no geral, desde como funciona o capitalismo, renda fixa, variável e muito mais, o curso Capitalista Selvagem te entrega mais de xx horas de aula.

Depois, se quiser se aprofundar mais nos estudos sobre o mercado de opções, você deve conhecer os cursos Estratégia do Pozinho e o Opções Master, com estes você aprenderá como ganhar dinheiro com opções de maneira segura.

E tudo isso claro, montando estratégias na sua carteira de investimentos que vão te deixar convexo, garantindo que você durma tranquilo, e se mantenha ganhando dinheiro em momentos de queda e também de alta.

Conclusão

Em conclusão, as Bandas de Bollinger são de extrema importância para o investidor mais tático, pois ajuda a determinar os valores relativos onde os preços podem vir a ficar em alta ou baixa. 

De acordo com o próprio senhor Bollinger, suas bandas possuem cerca de 90% a 95% do movimento dos preços, e qualquer movimento fora dessas bandas deve ser analisado com muita atenção.

Que o mercado financeiro é soberano e imprevisível não tem como negar, mas você pode utilizar estratégias que atenuem essas inseguranças.

O melhor das Bandas de Bollinger é que podem ser utilizadas em quase qualquer operação financeira, incluindo equities, commodities, opções, opções futuras, etc.

Leia mais:

luiz fernando roxo.

adicione um comentário

siga-me

Não se acanhe! Entre em contato!