blog do luiz fernando roxo.
tesouro direto negativo 2020
Início » O que é Tesouro Direto Negativo?

O que é Tesouro Direto Negativo?

O Tesouro Direto é um dos títulos mais importantes e seguros do nosso país. O que pode ter preocupado muitos investidores, foi o tesouro direto negativo no último ano.

Se você chegou até aqui é porque já investe no tesouro direto ou quer começar a investir. 

Bom, neste texto eu vou te explicar tudo com mais detalhes para entender como e porquê do Tesouro Direto Negativo.

Antes de mais nada, vamos para uma explicação rápida para relembrar: O que é o Tesouro Direto? 

Quando você investe nos títulos do Tesouro, é como se você estivesse emprestando o dinheiro para o governo, o que não o impede de correr riscos.

Entretanto, apesar de ser uma forma segura  de investir, porque no fim das contas, imagina-se que  o Governo Federal vai pagar todas as suas dívidas (esse tipo de dívida, é a chamada “Dívida Pública” que você vê no noticiário toda noite), pode ser que o país dê um calote.  

Mas o que poucos sabem é que não é nem mesmo necessário uma tragédia como essa para que o Tesouro apresente prejuízos! 

Em 2020, por exemplo, experimentamos dois fenômenos, um chamado Marcação a Mercado e o outro os cortes sucessivos do Copom para a Selic, e esses dois eventos foram os principais responsáveis por fazer o Tesouro Direto negativo, mesmo sendo o título mais seguro do país.

Quer entender melhor o que aconteceu? Neste artigo vou te explicar detalhadamente essa movimentação do mercado financeiro e você irá descobrir que a renda fixa também varia. Caso queira, acesse essa live que fizemos sobre o assunto. 

Rentabilidade negativa: No que consiste?

Rentabilidade negativa no que consiste?

Dois fatores importantes que fizeram o Tesouro Direto negativo no último ano foram a marcação a mercado e os cortes do Copom para a taxa Selic.

Ou seja, uma correção das taxas de juros dos títulos prefixados e, a redução de 4,25% para 2% da taxa Selic no final de 2020.

Porque o Tesouro Direto fica negativo?

Com os sucessivos cortes do copom, durante todo o ano de 2020 e a redução da taxa selic a 2%, entre setembro e outubro, as negociações do mercado foram muito afetadas, uma vez que países com o mesmo perfil do Brasil (como México e Rússia, por exemplo) estavam pagando melhores taxas aos investidores.

Há quase 4 anos essa mesma taxa estava em 14,25% por exemplo. Você realmente acredita que o país melhorou tanto assim a ponto de chegar numa taxa de juros tão baixa, praticamente de primeiro mundo?

Pois é, o Mercado também enxergou essa distorção, passando a recorrer a títulos de dívida de outros países emergentes que estão pagando muito mais que o Brasil, exigindo maiores prêmios pelo risco e pressionando pela elevação das taxas de juros, e com isso os preços dos títulos do nosso governo despencaram!

Além da Marcação a Mercado, que consiste na correção do preço do título segundo seu valor real de mercado.

Ou seja, o valor do título varia de acordo com os juros que ele paga e o valor que o mercado atribui a ele (de acordo com esses juros que são oferecidos).

Entenda como está o Tesouro Direto negativo 

Basicamente, a marcação a mercado funciona da seguinte forma, se você possui um título prefixado e os juros sobem, o valor do título irá cair. Mas se os juros caírem, o valor do título sobe.

Porém, é importante dizer que essa variação no preço do título só te causará prejuízo caso você se desfaça dele antes do vencimento. 

Entretanto, se você deixar seu dinheiro rendendo até a data de vencimento combinada, você conseguirá a rentabilidade integral prometida pelo Tesouro.

O que fazer quando o Tesouro Direto está negativo? 

O que fazer quando o Tesouro Direto esta negativo?

Mantenha seus investimentos

É bem simples, considerando que os títulos do Tesouro Direto: Tesouro IPCA + e o Tesouro Prefixado, possuem rentabilidade prefixada, o que você deve fazer é manter seus investimentos nestes dois títulos até a data de vencimento, para que não tenha prejuízo de rentabilidade no resgate.

Entenda para que serve

A maioria das pessoas utiliza os investimentos no Tesouro Direto como uma opção com maior rentabilidade do que a poupança para montar a sua reserva de emergência. 

Sendo assim, é preciso que você compreenda que a Reserva de Emergência não tem como objetivo a rentabilidade, mas sim te ajudar em momentos de emergência.

Por isso, sugiro que você mantenha seus investimentos no Tesouro Direto para que não tenha prejuízos em seu resgate.

Por que o Tesouro Direto esteve negativo em 2020?

O Tesouro Direto negativo, aconteceu por causa da Marcação a Mercado, que basicamente é uma correção dos preços dos títulos em função de seu valor real e além disso, o que muitas pessoas não sabem é que o Tesouro Selic também possui um componente prefixado.

O principal motivo pelo do Tesouro Direto negativo, é que o componente prefixado, ou seja, o deságio, que é uma taxa adicional ao valor da SELIC que é pago pelo Tesouro Selic estava muito alto, sendo assim, o preço do título caiu bastante.

Entretanto, como eu disse, somente são afetados os títulos de Tesouro IPCA + e Tesouro Prefixado, resgatados antes do vencimento combinado previamente. 

Variação do Tesouro Direto – mês a mês 2020

  • Rentabilidade Tesouro Selic em 2020

Fonte: https://www.tesourodireto.com.br/titulos/historico-de-precos-e-taxas.htm

  • Rentabilidade Tesouro Prefixado em 2020

Fonte: https://www.tesourodireto.com.br/titulos/historico-de-precos-e-taxas.htm

  • Rentabilidade Tesouro IPCA+ em 2020

Fonte: https://www.tesourodireto.com.br/titulos/historico-de-precos-e-taxas.htm

Quais são as Taxas cobradas do tesouro direto? 

E uma das vantagens de investir no Tesouro Direto e que o tornou queridinho dos investidores iniciantes, é que ele possui taxas baixíssimas embutidas em seu resgate. Que são o IOF e a taxa de custódia.

O IOF é o Imposto sobre Operações Financeiras e é cobrado automaticamente em seu resgate e a taxa de custódia, que trata-se de uma taxa de 0,25% que é cobrada a cada 6 meses, essa taxa corresponde à segurança dos papéis e informações dos investidores.

O Tesouro Direto ainda é uma alternativa para o fundo de emergência?

Sim, afinal, se a comparação for com a poupança, o Tesouro Direto é a melhor alternativa, e se a comparação for com um CDB de liquidez diária ou um Fundo DI, saiba que ambos rentabilizam em função da SELIC.

Isso porque, o Tesouro Direto é o que “alimenta” o CDB de liquidez diária de grandes bancos, por exemplo.

Onde investir após a queda do Tesouro Direto? 

Onde investir apos a queda do Tesouro Direto?

Você pode optar por diversificar a sua reserva de emergência entre Tesouro Direto (que ainda é o título mais seguro e a sua reserva deve ficar no investimento mais seguro possível) e esses dois outros tipos de investimentos:

  • CDBs com liquidez diária de grandes bancos (afinal, se um banco como o Bradesco quebrar, por exemplo, significa que a economia não está nada bem);
  • Fundos DI – porque estes investem pelo menos 95% do seu patrimônio na SELIC, que é a taxa básica de juros.

Então eu recomendaria que faça um Barbell para sua Reserva de Emergência, alocando cerca de 90% no Tesouro SELIC e os demais 10% entre CDBs de bancões ou Fundos DI.

E se sua Reserva de Emergência já está montada seguindo os critérios acima e você quer rentabilizar uma outra parte do capital em Renda Fixa, os títulos prefixados de curto prazo estão com juros bem atrativos!

O Tesouro Prefixado com vencimento em 2023, por exemplo, está pagando mais de 5%! Ou seja, se você puder deixar esse dinheiro alocado sem resgatá-lo até 2023 receberá mais do que o dobro da SELIC atual.

Aprenda mais sobre o Mercado Financeiro

Agora, se você quer saber mais sobre como funciona o Mercado Financeiro e aprender estratégias eficazes de verdade para montar a sua carteira de investimentos de uma forma saudável e antifrágil.

Para você parar de se preocupar com o aumento ou diminuição da SELIC, você deve conhecer o meu curso Capitalista Selvagem.

Neste curso você aprenderá a investir desde a renda fixa, até a renda variável e em opções também, além de contar com uma equipe treinada para te ajudar com as suas dúvidas técnicas e claro os tira-dúvidas comigo.

Você vai aprender também sobre a jornada da Riqueza Pessoal, vai entender o que é a liberdade e como conquistá-la, invista em conhecimento e seja rico e antifrágil para o resto da vida!

Conclusão 

conclusao tesouro direto negativo

Em resumo, o que mais afetou a rentabilidade do Tesouro Direto no ano passado, foi a Marcação a Mercado e as reduções da taxa Selic a 2%.

Isso significa que as taxas de juros dos títulos prefixados foram corrigidos de acordo com seu valor real de mercado.

Ou seja, há uma relação inversamente proporcional

  • Se os juros estão com as taxas muito altas, seu preço é baixo;
  • Mas se o preço é alto as taxas são baixas.

Entretanto, a marcação a mercado só interfere em seus investimentos no Tesouro IPCA+ e no Tesouro Prefixado. Isso se você escolher resgatar seu investimento antes da data prevista para vencimento deste contrato.

Mas caso você prefira escolher outros tipos de investimentos para diversificar sua carteira em títulos pós fixados, optar por compôr com alguns CDBs de liquidez diária de grandes bancos de primeira linha ou então Fundos DI, que são aqueles que investem pelo menos 95% de seu  patrimônio em SELIC.

luiz fernando roxo.

adicione um comentário

siga-me

Não se acanhe! Entre em contato!