blog do luiz fernando roxo.
Início » O que é Marcação a Mercado e como ganhar com ela

O que é Marcação a Mercado e como ganhar com ela

Alguma vez você abriu o app da sua corretora e viu que suas aplicações no Tesouro Direto estavam desvalorizando e não soube o porquê?

O fenômeno que causou essa situação e que pode ter te trazido uma grande dor de cabeça é chamado de marcação a mercado.  

E as principais vítimas desse fenômeno são os títulos de Renda Fixa, como os do Tesouro Direto.

O que é a marcação a mercado?         

o que e marcacao a mercado

Basicamente, a marcação a mercado é a atualização periódica do preço de um título prefixado de Renda Fixa ou na cota de um fundo de investimento. 

Com isso, você consegue descobrir qual o real valor do ativo naquele momento, caso queira vendê-lo para resgatar suas aplicações.

E apesar de ser muito importante, a marcação a mercado ainda é um tema relativamente desconhecido de boa parte dos investidores.

Dessa forma, muitos se surpreendem ao ver suas aplicações supostamente seguras trazendo rendimentos negativos.

Quem faz a marcação a mercado?  

marcacao a mercado quem faz

No Tesouro Direto o preço do título é atualizado considerando as variações no seu valor no mercado secundário naquele momento.

Já nos Fundos de Investimento é responsabilidade do administrador garantir a atualização, geralmente diária, do valor das cotas.

Porém, esse processo normalmente é realizado pelo gestor. 

Como funciona a marcação a mercado?

Na prática, o que acontece é apenas uma atualização no preço do ativo ou da cota.

E o termo marcação a mercado vem justamente da ideia de que o valor da aplicação é “marcado” a valor de mercado.

Ou seja, de acordo com a percepção de valor do mercado.

No caso de um título prefixado do Tesouro Direto, por exemplo, a rentabilidade já é definida no momento da compra.

Assim, o investidor sabe exatamente o valor que irá receber se ficar com o título até a data de seu vencimento.

Porém, caso decida vender o título antes do vencimento, ele pode estar valorizado ou desvalorizado em relação à sua aplicação inicial.

Mas como isso funciona?

Basicamente, quando os juros do mercado sobem o preço do título tende a cair e vice-versa.

Por exemplo, se você aplicasse no Tesouro Prefixado com pagamento de juros de 5% a.a. e os juros subissem, pressionando os novos títulos para uma remuneração maior, aquele Tesouro que você adquiriu teria se depreciado.

Agora, se os juros tivessem caído, sua aplicação teria se valorizado.

Qual é o principal objetivo da marcação a mercado?

marcacao a mercado qual e o principal objetivo

O principal objetivo da marcação a mercado é fornecer ao investidor o real valor atual do ativo.

Isto é, ela traz a valor presente a valorização ou a desvalorização do ativo, apresentando assim a performance daquela cota ou daquele título.

Como calcular marcação a mercado

Mas agora, como calcular a marcação a mercado para saber se irá afetar minhas aplicações?

Para fazer o cálculo é bem simples e, inclusive, existe uma fórmula para lhe ajudar:

marcacao a mercado calculo

Então, através dessa fórmula é possível identificar o preço unitário (ou P.U.) de um título prefixado considerando o valor nominal no vencimento (sempre R$ 1.000,00 nesse tipo de título), a taxa que ele paga e quantos dias úteis restam para o vencimento.

Como o valor nominal é sempre R$ 1.000,00 no Tesouro Prefixado, podemos já substituir na fórmula para esse tipo de ativo:

marcacao a mercado calculo 2

Como ganhar dinheiro com a Marcação a Mercado?      

Então, ao interpretar a fórmula anterior, podemos perceber que esse título é criado para valer R$ 1.000,00 no vencimento.

Pagando uma taxa de 5% a.a., e considerando um título com 567 dias úteis para o vencimento, o preço unitário do título seria de aproximadamente R$ 896,00. 

Dessa forma, ao chegar na data do vencimento, o título valeria exatamente R$ 1.000,00.

Porém, essa taxa de juros pode mudar!

Suponha que ocorra alguma instabilidade no país e uma importante peça do governo saia da equipe, por exemplo, Paulo Guedes, o ministro da economia (2020).

Isso mudaria a visão do mercado, que demandaria prêmios maiores, afinal a visão seria de que há mais incertezas no futuro do país.

E dessa forma os títulos do Tesouro Direto teriam que pagar mais juros para que o governo consiga pegar dinheiro emprestado no mercado. 

Vamos então supor que a nova taxa paga pelo título prefixado seja de 6% a.a.

Se o título é criado para valer R$1.000,00 no vencimento e os juros ficam maiores, então sobra para o preço unitário compensar essa diferença.

Sendo assim, o ativo iria se desvalorizar e, seguindo nosso exemplo anterior, seu preço cairia para R$ 877,00 aproximadamente, sem considerar a passagem do tempo. 

Leia mais: Como investir no Tesouro Direto

Então, você deve ter compreendido que, caso compre esse tipo de ativo e as taxas de juros subam, você acaba perdendo.

Mas o contrário também é válido, então se você comprar um Tesouro Prefixado e os juros dele caírem, você se beneficiará da marcação a mercado!

Quais são as vantagens da Marcação a Mercado para o investidor?

marcacao a mercado quais as vantagens para o investidor

Além de poder se beneficiar financeiramente da marcação a mercado caso a use adequadamente, esse fenômeno per si já garante algumas outras vantagens:

Segurança   

Uma importante vantagem da marcação a mercado é que ela traz segurança ao investidor, impedindo a transferência de riqueza dos antigos cotistas para os novos.

Isso poderia ocorrer caso o preço teórico fique menor do que o preço de mercado do título ou da cota do fundo.

Nesse caso, o cotista que vendesse suas cotas pelo preço teórico estaria perdendo dinheiro.

Enquanto isso, um novo cotista que entrasse nesse momento estaria tomando vantagem indevidamente.

E foi exatamente por isso que o Banco Central determinou, desde 2002, que os fundos devem usar somente o modelo de marcação a mercado.

Valor real dos ativos

Outra vantagem para o investidor é que, através da marcação a mercado, é possível conhecer o valor atual do ativo.

Com isso o investidor não fica preso a uma valor teórico e consegue se basear no real valor do ativo segundo o mercado, para assim tomar suas decisões.

Tipos de marcação a mercado  

Renda Fixa  

Muitos investidores se surpreendem ao ver suas aplicações em Renda Fixa tendo rendimentos negativos e não entendem a dinâmica da marcação a mercado nestes ativos.

Muitos, inclusive, tomam a Renda Fixa como um investimento seguro que não pode ter perdas, mas pode sim. Lembre-se que não existe investimento sem risco algum.

E é principalmente devido à marcação a mercado que isso ocorre, pois como você viu, ao elevar os juros pagos por um título seu valor acaba caindo e vice-versa.

Porém, se seu objetivo é manter sua aplicação até o vencimento, não há problemas, pois no vencimento é garantido o resgate da aplicação inicial mais os juros prometidos.

Então, a menos que você queira especular através da marcação a mercado, esses são ativos para aplicar pensando no longo prazo.

E se for esse o seu foco, você deve garantir que não irá precisar fazer um resgate antecipado num momento ruim.

Para isso você deve criar a sua reserva de emergência, e para montá-la você não deve usar títulos prefixados.

Fundos de investimento       

Embora seja mais famosa nas aplicações de títulos públicos, a marcação a mercado também afeta os Fundos de Investimento.

Primeiramente você precisa saber que nos fundos de investimento as aplicações dos investidores são divididas em cotas, que representam pequenas participações no fundo.

E então, o preço dessas cotas é atualizado diariamente refletindo o preço de todos os ativos que compõem a carteira do fundo.

Para isso, são somados todos os ativos da carteira e então o resultado é dividido pelo número de cotas.

Portanto a marcação a mercado nas cotas dos Fundos de Investimento é, basicamente, um resultado da marcação a mercado dos ativos que ele possui na carteira.

E como você viu, esse mecanismo serve para proteger o cotista da transferência de renda que poderia ocorrer sem essas atualizações na cota.

Inclusive,foi em 2002 que entrou em vigor a definição do Bacen de que os fundos deveriam marcar a mercado.

Leia mais: Taxa de Corretagem: Quanto as corretoras cobram?

Essa determinação visava justamente acabar com a transferência de riqueza entre cotistas.

Pois até aquela época os fundos tinham suas cotas baseadas na curva do valor teórico dos ativos.

Porém, como a maioria dos fundos não se adaptou até a segunda-feira em que a determinação entrou em vigor, muitos deles apresentaram prejuízos com a mudança abrupta.

O que ocorreu foi reflexo da alteração entre a marcação de uma curva de valor teórico para um valor próximo da realidade na marcação a mercado.

Tal acontecimento deu um susto no mercado, que viu suas aplicações ultra conservadoras dando prejuízos.

No entanto o grande problema nessa crise não foi a marcação a mercado, mas sim o não uso dela antes da obrigatoriedade do Bacen.

Como funciona a marcação a mercado do Tesouro Direto?   

Esse fenômeno afeta principalmente os títulos prefixados do Tesouro Direto, pois como explicado anteriormente, quando os juros pagos por eles aumentam, seu preço unitário cai.

Porém a marcação a mercado também ocorre no Tesouro IPCA e no próprio Tesouro SELIC também!

No Tesouro IPCA ainda é um pouco mais simples de entender, pois esses ativos pagam uma taxa prefixada mais um indexador da inflação.

Sendo assim, caso a parte prefixada sofra alterações, o título também terá alteração no preço.

Mas o que pouquíssimas pessoas sabem é que os títulos pós fixados como o Tesouro SELIC também possuem uma pequena parte prefixada!

O que ocorre é que na maior parte do tempo esse componente pré fixado no Tesouro SELIC é praticamente insignificante e por isso quase nunca é lembrado.

Porém, com as recentes reduções constantes da SELIC, o Tesouro está enfrentando dificuldades em conseguir negociar esse tipo de título, que estão ficando encalhados.

E isso acontece justamente porque o mercado está percebendo que a SELIC está muito baixa e, sendo assim, não está aceitando mais esse ativo com uma remuneração tão baixa.

Dessa forma, o mercado está exigindo um prêmio maior e, com isso, o componente prefixado tem disparado recentemente, como pode perceber no gráfico abaixo:

marcacao a mercado como funciona no tesouro direto

Perceba que o componente prefixado já foi bem próximo de zero, mas já está acima de 0,30% e não para de subir!

E dessa maneira, para a surpresa da maioria dos investidores que acreditam no Tesouro SELIC como o ativo mais seguro do mercado, esse título também tem apresentado perdas:

Exemplo 2

marcacao a mercado como funciona no tesouro direto

Mas mesmo assim, tome cuidado com as narrativas de que ele não serve mais para sua reserva de emergência!

Pois lembre-se, menos de 5% de todos títulos do Governo Federal estão nas mãos de pessoas físicas. O restante está com Grandes Bancos e Fundos de Pensão.

Então para garantir seu CDB são nesses títulos que eles confiam!

Portanto, você pode até diversificar parte da sua reserva em CDBs de grandes bancos que sejam confiáveis, afinal, caso um Itaú da vida quebre, é sinal que nossa economia já foi para o ralo.

Mas cuidado para não fugir de um ativo seguro, como o Tesouro Selic, para se expor a um ativo com alto risco oculto, que é o crédito privado.

Afinal, como funciona o resgate antecipado do Tesouro Direto?  

Os títulos do Tesouro Direto têm altíssima liquidez, afinal, o próprio governo o comprará de você caso queira vendê-lo.

Porém você deve pensar bem antes de fazer um resgate antecipado. 

Pois todos os títulos do Tesouro Direto só são previsíveis e SEGUROS se você estiver disposto a carregá-lo até o vencimento.

Mas, se ainda assim você quiser realizar o resgate, basta acessar sua plataforma de investimentos e resgatar o título de sua preferência. Isso porque o processo é bem simples e pode ser feito direto pela corretora.

Quanto tempo demora para cair o resgate do Tesouro Direto?      

O prazo de resgate do Tesouro Direto é de D+1, ou seja, de apenas um dia útil para que o saldo conste em sua conta.

Além de simples, o Tesouro Direto é um investimento bastante líquido, o que faz com que o tempo de resgate seja bem curto.

Exemplos de como Marcação a Mercado funciona na prática 

marcacao a mercado exemplos de como funciona na pratica

Caso tivesse comprado o Tesouro Prefixado 2026 no dia 31/03/2020, por exemplo, você poderia ter aproveitado uma alta de quase 10% até agosto do mesmo ano!

marcacao a mercado exemplo

Repare que essa valorização no preço do título, foi acompanhada da queda dos juros pagos por ele:

marcacao a mercado exemplo 2

Porém, caso tivesse investido no Tesouro Prefixado 2023 no dia 16/07/2020, teria tido uma desvalorização dos mesmos 10% até 5 de agosto, ou seja, em somente 3 meses!

exemplo

Da mesma forma, enquanto o preço unitário se desvalorizou, a taxa de juros desse título subiu dentro desse mesmo período:

marcacao a mercado 2

Perceba como a marcação a mercado pode ser como uma espada de dois gumes e você deve tomar cuidado ao se expor a ela.

O que fazer quando acontecer o fenômeno de marcação a mercado? 

Antes de mais nada você precisa lembrar que existem dois cenários aqui, ou você está investindo com foco no longo prazo ou está especulando para tomar vantagem sobre a marcação a mercado.

Então, se o seu foco é investir pensando no futuro e só irá resgatar no vencimento, não precisa se preocupar quando a marcação a mercado atingir suas aplicações.

Afinal, essas variações no meio do caminho não irão interferir no seu resultado final.

Sendo assim, para esse investidor é importante saber o que é a marcação a mercado e que ela está atingindo suas aplicações, mas ela não irá afetar o seu resultado no vencimento.

Leia mais: Como investir no Tesouro Direto

Porém, se você deseja especular usando a marcação a mercado, você deve ficar sempre atento às mudanças nos juros pagos pelos títulos.

Sendo que, num cenário em que o mercado enxerga maior incerteza à frente, os juros dos títulos tendem a subir, enquanto num cenário mais otimista eles tendem a cair.

Mas mesmo assim, para esse tipo de investidor, é importante pensar que irá levar o título até o vencimento e, caso seu plano dê certo, resgatará antes do vencimento.

Onde aprender mais sobre investimentos?     

Agora que você já entendeu como funciona a marcação a mercado, deseja aprender como usá-la dentro de um portfólio convexo? 

Então venha conhecer o curso Capitalista Selvagem!

Capitalista Selvagem

O Capitalista Selvagem é um curso de investimentos que trata sobre várias classes de ativos e te ensina a montar sua carteira de maneira convexa.

Nele você irá aprender desde como montar sua reserva de valor até como usar as opções para fazer o seguro de carteira!

Conclusão      

Então, você viu que mesmo suas aplicações conservadoras estão sujeitas à variações graças à marcação a mercado.

Porém esse fenômeno não é um vilão e pode inclusive beneficiar seus investimentos caso saiba usá-lo corretamente.

Sendo assim, mantenha em mente que todos os investimentos possuem riscos.

Mas saiba também que, se você souber se expor de maneira convexa sua carteira com certeza irá ganhar no longo prazo!

Leia mais:
O que é e como investir na  Renda Fixa
Como investir no Tesouro Direto
Casa de Análise: o que elas oferecem e quais as principais

luiz fernando roxo.

luiz fernando roxo.

adicione um comentário

siga-me

Não se acanhe! Entre em contato!