blog do luiz fernando roxo.

por que escolher empresas olhando os dividendos é uma bobagem?

Você sabe porque comprar ações olhando os dividendos é um bobagem?

Muitas pessoas interessadas em comprar ações me perguntam sobre fazer a escolha de ações com base nos dividendos que elas pagam, pois assim poderiam contar com uma parcela do lucro que, no futuro, a empresa pode vir a destinar aos seus acionistas.

Para sanar essa dúvida, vamos entender melhor com isso funciona.

Nesse artigo, eu vou te mostrar como é a relação entre ações e dividendos, e a minha opinião sobre esse assunto.

O que são dividendos?

Empresas com capital aberto têm sócios (os acionistas) e os dividendos são uma parcela do lucro da empresa que ela destina aos seus acionistas.

Dividendo é um dos tipos de proventos, ou seja, de benefícios oferecidos por uma empresa aos seus acionistas. É, assim, uma maneira técnica dela distribuir parte do lucro entre os acionistas.

Leia mais sobre proventos no meu artigo: O que são Proventos?

Essa divisão dos lucros acontece de acordo com a quantidade de ações que cada acionista tem. Então, quanto mais ações uma pessoa tiver, mais o lucro sobre ela receberá.

Segundo a regra que organiza a participação dos lucros, as empresas devem distribuir um mínimo de 25% do lucro líquido em dividendo aos seus acionistas.

Assim, isso parece uma forma de ganhar dinheiro sem muita preocupação. Afinal, é só comprar a ação e esperar a chegada dos dividendos da empresa que você escolheu.

Dessa forma, os dividendos funcionam como uma forma de atrair investidores.

Mas então, por que não vale a pena comprar ações olhando somente os dividendos?

Vamos lá! Eu vou te apresentar vários pontos para que você perceberá que nem sempre o fato de pagar dividendo é sinônimo de saúde financeira na empresa.

Bem, uma empresa pode ter dívidas e, mesmo assim, pagar dividendos para os acionistas, a fim de diminuir o seu caixa e fazer com que o seu balanço pareça melhor.

Dessa forma, o principal interesse das empresas é mostrar uma “suposta eficiência financeira”, aumentando a sua alavancagem.

Porém, lembre-se de que uma alavancagem com empréstimos é uma alavancagem suja. É a alavancagem que eu costumo chamar de Tipo 2!

Portanto, não é porque a empresa paga dividendos que ela é financeiramente sólida.

Você precisa se atentar a outros parâmetros, como endividamento, margem de lucro, preço na bolsa, entre outros, durante a sua análise. 

É fato que empresas de capital aberto frequentemente dão lucro, e que de vez em quando elas distribuem uma parte desse lucro para aos acionistas. E essa é uma ótima visão, pois é uma estratégia certeira.

Mas é certeira desde que essa empresa esteja em um ramo de negócio em que ela não pode mais crescer e esteja produzindo no estado da arte.

Aí sim é UM ÓTIMO NEGÓCIO!
Percebeu que não é olhando somente os dividendos que se descobre se uma empresa é bom negócio?

Os dividendos não podem ser o seu único fator determinante na compra ações.

Você pode, por exemplo, comprar Ações de uma empresa de transmissão de energia de uma determinada região que não tem mais para onde crescer.

Desse modo, apesar dela reinvestir parte dos lucros para manter-se eficiente, não há nenhum problema em pagar dividendos.

Mas, por outro lado, veja que a Microsoft, que é um dos casos de maior sucesso da história do Capitalismo, passou mais de 20 anos sem pagar dividendo e todos acharam ótimo, porque o lucro foi reinvestido no próprio negócio e a empresa cresceu e se valorizou ano após ano.

O interessante é que, quando uma empresa possui uma governança corporativa sólida, o pagamento de dividendos acaba acontecendo de maneira mais segura.

Em compensação, empresas que estão em fase de crescimentos, elas precisam reinvestir o lucro, de modo que não costumam pagar dividendos. Mas elas têm grande chance de valorização no preço de suas ações!

Mas é fato que empresas que são boas pagadoras de dividendos, e que pagam bons dividendos, obviamente atraem mais investidores.

Se você se interesse nesse assunto, você precisa conhecer bem os termos e eventos atrelados a isso. Vamos conhecê-los?

Data de Registro

Sua principal função é determinar quem são os seus acionistas. Essa data é uma forma de organizar a contabilidade, para que os acionistas recebam a parte do lucro que lhes é de direito.

Data de Declaração ou de Aprovação

É a data em que acontece o anúncio do valor dos Dividendos por Ação pelo Conselho de Administração da empresa.

Costuma-se divulgar, também nesse dia, a data de ex-dividendos e a data do pagamento dos dividendos.

Dessa forma, uma vez anunciados, a empresa deve se estruturar para arcar com a remuneração devida aos seus acionistas.

Data de Ex-dividendos

No momento em que os acionistas recebem os dividendos declarados, as ações ficam Ex-dividendos.

Isso pode ser comparado a como ficar “sem dividendos”, ou seja, a partir desta data, as ações compradas não terão mais direito de receber os dividendos que foram anunciados.

É que a partir do dia do Ex-dividendo, o valor do dividendo é descontado do preço da ação, pois é retirado dinheiro da conta de caixa da empresa para esse pagamento.

A data de Ex-dividendos acontece dois dias úteis antes da data de Registro.

Data De Pagamento

É a data em que os Dividendos são depositados na conta do investidor.

É quando os acionistas que compraram ações antes da data Ex-dividendos recebem os benefícios.

Índice de Cobertura

Este índice mede o desempenho das empresas que mais remuneram os seus acionistas.

Ou seja, é a relação entre o Lucro de uma empresa e os Dividendos pagos aos seus investidores.

É uma forma mais assertiva dos investidores medirem a capacidade de uma empresa pagar os seus Dividendos.

O índice é calculado através da divisão do lucro por ação pelo valor do dividendo por ação.

Enxergue além da linha

Veja que é importante entender cada ponto antes de investir nessa modalidade.

Mas cuidado! Fique atento, pois há mudanças que por vir. Esse é um assunto que está ganhando destaque no Governo, podendo ficar cada dia mais frágil ainda. O fato é que o Governo tem intenção de cobrar impostos sob os lucros.

Espero que você tenha entendido: não adianta nada olhar apenas para os Dividendos pagos pela empresa para tirar a conclusão se ela é boa ou não! Lembre-se que esse não deve ser o único fator determinante para você investir.

É isso aí! Conte comigo para desbravar o mundo dos investimentos e encontrar as melhores oportunidades para a construção do seu patrimônio financeiro!

instagram. facebook. youtube.

Até a próxima!

luiz fernando roxo.

luiz fernando roxo.

5 comentários

fique por dentro

receba gratuitamente as atualizações do blog!

siga-me

Não se acanhe! Entre em contato!

 

Luiz Roxo Comunidade Telegram

faça parte da minha comunidade no Telegram

Fazer parte de uma comunidade é fundamental para o seu processo de desenvolvimento. Isso ajuda você a tirar suas dúvidas e realmente aprender. Acesso a conteúdos EXCLUSIVOS! Para fazer parte, basta responder a uma pesquisa!


quero fazer parte.